Reflexões virtuais que se vão acumulando como pedra sobre pedra. Ora com mais cimento, ora mais soltas. Sem pretensão alguma, a não ser a de disponibilizar alguma ideia que "peregrine" nesta cabeça sobrelotada... Eu disse... sobreLOTADA!!

.posts recentes

. Atenção é tornar profundo...

. Indicações para percorrer...

. Notícias breves

. Florescerá a justiça nos ...

. Rezando com um salmo

. Saber escutar

. Liberdade ou compromisso?

.arquivos

. Novembro 2013

. Março 2009

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

Sábado, 16 de Junho de 2007

Pedra sobre pedra

Ouvi hoje (4/7/2007) nas notícias o Ministro do Ambiente a garantir que o paredão da Costa da Caparica ficaria pronto em fins de Julho.

Na Sexta-feira da semana passada, o DN dava a conhecer o cartaz que irá ilustrar as construções na areia este Verão, em que esta iniciativa vai já na sua 50ª edição.

Talvez por estar empenhado (e preocupado) com a construção da Igreja e Centro comunitário dos Assentos, não esqueci estes dois acontecimentos noticiosos e, por “defeito profissional” (!), recordei-me logo das palavras de Jesus diante do espanto de um discípulo pela majestade e beleza do Templo de Jerusalém: “Ao sair do templo, um dos discípulos disse-lhe: «Repara, Mestre, que pedras e que construções!» Jesus respondeu: «Vês estas grandiosas construções? Não ficará delas pedra sobre pedra; tudo será destruído.»” (Mc. 13, 1-2).

 

Mas há outras “construções” que nos movem e nos preocupam: sonhamos ter um carro, uma casa, um bom curso, um bom emprego, … muito dinheiro para podermos realizar todos estes sonhos.

Sonhamos pelo nosso Eu, com o nosso Eu, para o nosso Eu.

Estas grandes “construções” levam-nos muitas vezes a uma inevitável frustração e infelicidade.

E, mesmo quando conseguimos realizar estes sonhos todos, ou alguns deles, será que encontramos a felicidade? Será que fazemos alguém feliz? Será que para a nossa realização pessoal pisamos o que caminha ao nosso lado? E, será possível ser feliz sozinho?

“Não ficará pedra sobre pedra…” Quantas vezes os nossos sonhos se desvanecem e redundam em frustração! As palavras de Jesus não pretendem impedir-nos de sonhar nem encher-nos de desânimo. Apenas nos desafia a prestarmos tenção ao essencial, a ficarmos vigilantes para sermos pontos de referência num mundo que insiste na cultura da morte, na destruição do planeta, na promoção do egoísmo, na proclamação da lei da inconsciência, na ditadura do relativismo, no império do imediato.

 

Bem vistas as coisas, não há construção sólida, que se aguente, que permaneça, se não é o resultado de um esforço conjunto, se não é fruto da dedicação, se ela não espelha materialmente a comunhão das pessoas, a união das vontades. O Contrário é construir sobre a areia – é fácil, rápido, até pode dar satisfação e ser uma delicadíssima obra de arte, mas falta-lhe a capacidade da permanência.

P. João Maria

publicado por p joaomaria às 00:43
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De lena a 18 de Junho de 2007 às 00:34
"Quem ouve as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha firme. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; mas ela não caiu, porque estava assente sobre a rocha. Mas quem ouve as minhas palavras e não as põe em prática, é como o homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa: ela desmoronou-se e foi grande a sua ruína”, do Evangelho de S. Mateus

Por vezes conseguimos o impossível: construir a nossa casa na areia, com o intuito de a construir sobre a rocha...

Uma beijoka

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.links

.contador

anuncios gratis
anuncios gratis
blogs SAPO

.subscrever feeds